O Centro ALGORITMI é uma unidade de investigação da Escola de Engenharia – Universidade do Minho, que, no âmbito das Tecnologias da Informação, Comunicações e Electrónica (TICE), desenvolve actividade de I&D em quatro grandes áreas: (1) Engenharia Electrotécnica, Electrónica e Nanotecnologias; (2) Investigação Operacional, Estatística e Métodos Numéricos; (3) Sistemas de Informação, Software e Multimédia; (4) Comunicações, Redes de Computadores e Computação Ubíqua.

A maioria dos investigadores doutorados do Centro são também membros do corpo docente de quatro dos departamentos da Escola de Engenharia: Electrónica Industrial (DEI), Sistemas de Informação (DSI), Produção e Sistemas (DPS), Informática (DI). Adicionalmente, os projectos de mestrado e doutoramento que sejam supervisionados pelos docentes daqueles quatro departamentos que sejam simultameamente investigadores do Centro são desenvolvidos no ALGORITMI.

O Centro ALGORITMI centra a sua actividade em projectos com uma forte ligação à comunidade, i.e., a indústria e a administração pública. A Universidade do Minho está localizado numa região industrializada com uma expressão importante em indústrias têxteis e do calçado e em empresas de serviços TIC. O sector industrial automóvel ganhou recentemente uma forte expressão na actividade local. Outro factor externo que tem influenciado o nosso campo de aplicação é o crescimento das cidades da região, que tem promovido a cooperação entre diversos investigadores por forma a actuarem em domínios como a logística, comunicações, governo electrónico e gestão de recursos. Os resultados desta estratégia de actuação são demonstrados pelo número de projectos de investigação aplicada em colaboração com empresas (financiado pela AdI e QREN) e por projectos nacionais apoiados pelos programas POSI, POCTI e POE. O Centro participa ainda em diversos projectos europeus, tipicamente financiados pelos programas IST. (Mais informações aqui)



Information Systems and Technologies (IST)

logoIST
A linha de pesquisa do IST adota três tópicos de domínio do problema: Organizational Well-Being (OWB); Valuable and Trustable Information Services (VTIS); Sustained Software Industry (SSI). Estes tópicos agem como uma agenda de pesquisa de corte transversal para a integração e para estimular a cooperação entre as sub-comunidades de investigação internas que abordam temas de investigação mais específicos: business intelligence, gestão de processos de negócios, serviços de informação, segurança de sistemas de informação e de auditoria, gestão do conhecimento, web semântica e comunicação científica, engenharia e gestão de software. (More informations here)



Computer Communications and Pervasive Media (CCPM)

O mundo em que nós, seres humanos, vivemos hoje, tem vindo a evoluir a um ritmo muito rápido, e a imersão tecnológica desempenha um papel importante nesta evolução. A ubiquidade das redes de telecomunicações, com e sem fios, aumentaram a utilização de “supercomputadores” nos nossos bolsos, e os recentes avanços em plataformas de computação globais, habilitaram e promoveram novas experiências para as pessoas em muitas atividades diárias. Resolveu muitos problemas, criando outras dificuldades, como a falta de privacidade. Ao mesmo tempo, a evolução demográfica da humanidade está também a mudar os nossos hábitos de vida.
A população mundial continua a aumentar, e está cada vez mais concentrada em ambientes urbanos, levantando-se novos desafios em muitos domínios, como transporte, produção e distribuição de alimentos, ecologia e energia, só para citar alguns. A equipa de investigação do Computer Communications and Pervasive Media desenvolve a sua actividade neste contexto, onde as pessoas interagem com o mundo físico, enquanto imerso em ecossistemas tecnológicos onipresentes, ao abordar desafios em áreas emergentes, como sistemas inteligentes de transporte e redes veiculares, sensoriamento colaborativo e participativo,  Internet futura e Internet of Things, qualidade de serviço em redes e redes de écrans sem fios. Mais detalhes sobre as actividades em curso estão disponíveis em websites dos grupos individuais de pesquisa. (Mais informações aqui)